Noticias
Trend

Propina a agentes da Vara da Infância, garantia entrada de crianças em casas noturnas de Formosa

Quatro suspeitos de facilitar entrada de menores em uma casa noturna em Formosa

Quatro suspeitos de facilitar entrada de menores em uma casa noturna em Formosa, Goiás, foram presos. O município goiano que fica a menos de 100 km de Brasília, foi alvo de, pasmem, funcionários da Divisão de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), da Vara da Infância e Juventude.

Sim, três dos quatro presos eram da Vara da Infância do município. Eles cobravam propina para fazer vista grossa e permitir a entrada de menores no local que só é permitida a entrada de maiores. A prisão foi feita no início do mês, mas ganhou repercussão agora.

O delegado do caso, José Antônio Machado Sena, revelou que o grupo da propina fazia lobby junto aos organizadores de festas e exigia que os promoters os contratassem para fazer a segurança dos eventos. “Caso a proposta fosse recusada, os suspeitos faziam a fiscalização, de fato, e impediam a entrada de crianças e adolescentes nos locais”, explica.

A cada festa, os criminosos chegavam a faturar entre R$1 mil a R$ 5 mil. É possível, inclusive, que os bandidos usassem armas de fogo, durante a segurança dos eventos. O problema é que eles não tem porte de armas, o que seria um novo crime. A soma dos crimes pode gerar pena de 15 anos de reclusão.

 

Hugo Reis

Pós graduado em jornalismo tenho mais de 5 mil artigos publicados na internet. Experiência em vários sites de notícias brasileiros. Morador de Formosa/GO, decidi criar o F7 para retratar a verdade nua e crua da cidade. Contato: hugo.reis@f7news.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close